Blog

O respirador tipo PFF pode ser reutilizado?

Antes de mais nada, vamos entender qual tipo de EPI e como estão classificadas as PFF’s. Segundo o ANEXO I da NR 6, os respiradores tipo PFF estão classificados como:

  • D – EPI PARA PROTEÇÃO RESPIRATÓRIA
  • D.1 – Respirador purificador de ar não motorizado.

Nesse sentido, a sigla PFF é derivada de peça facial filtrante, originada na equivalente europeia FFP (Filtering Face Piece). Portanto, para não existir confusão com o respirador de peça facial inteira, aqui no Brasil, adotamos a nomenclatura respirador tipo Peça Semifacial Filtrante para as PFF’s.

respirador-tipo-pff-reutilizado

Nesta classificação, estão também os Respiradores tipo peça ¼ facial, Semifacial e Facial Inteira quando utilizados com filtros e cartuchos. A diferença é a capacidade de manutenção dos respiradores: lavagem da peça e troca dos filtros e cartuchos. Coisa que as PFF’s não admitem. Por isso, convencionou-se uma linguagem mercadológica no Brasil:

  • Respiradores SEM manutenção* (PFF’s);
  • Respiradores COM manutenção (os outros tipos mencionados);

*Obs 1.: O filtro principal de uma PFF ou é a própria peça facial, ou forma uma parte inseparável da peça facial, não permitindo sua manutenção. Não pode ser lavada, da mesma forma que não pode ser limpa de nenhuma maneira. Tampouco com ar comprimido (a tentativa de limpeza de um Respirador PFF com ar comprimido pode romper as microfibras do filtro e reduzir drasticamente, senão eliminar sua eficiência na filtração).

A reutilização do respirador tipo PFF é permitida?

Dito isso, a reutilização do respirador é permitida desde que dentro do mesmo turno de trabalho do seu utilizador. Por exemplo: o usuário “veste” seu respirador no início do seu turno. Todas as paradas subsequentes (café, água, banheiro, refeição, etc.) que ele fizer durante esse turno, ele irá retirar o respirador e, se o mesmo não estiver saturado, poderá reutilizá-lo* (existem situações onde o usuário utiliza mais de um respirador por turno em virtude da saturação* do filtro). Não é recomendado a reutilização por mais de um turno de trabalho conforme a norma ABNT/NBR 13.698:2011 que exige do fabricante essa recomendação expressa na instrução de uso do produto: Item 10.1 – “Informação de que deve ser descartada após no máximo o uso por um turno de trabalho, se aplicável;”

*Obs 2.: Sempre há que se verificar a integridade do produto, mesmo no uso inicial: sem cortes, rasgos ou qualquer outra condição que inviabilize sua (re)colocação.

*Obs 3.: A saturação do filtro ocorre quando seu utilizador sente considerável aumento na dificuldade de inalar o ar através do respirador (didaticamente explicando, um tipo de “entupimento” dos poros do filtro de não tecido).  

Assim, o respirador tipo PFF poderá ser reutilizado dentro do mesmo turno de trabalho se não saturar antes. Portanto, o descarte deverá ser realizado conforme a situação que ocorrer primeiro das duas acima mencionadas.

Situações de utilização além de um turno de trabalho são exceções à regra e devem ser criteriosamente avaliadas, testadas, aprovadas e documentadas pela equipe de Higiene e Saúde Ocupacional das empresas.